sexta-feira, 20 de abril de 2018

Duas velinhas para o «Marintimidades»

-
Colecção Capitão Marques da Silva
-
dez anos, andava em ensaios para criar um blogue, exactamente, quando estava em exposição no Museu Marítimo de Ílhavo (MMI), a Colecção Capitão Marques da Silva, na Sala de Exposições Temporárias, até 27 do corrente mês. Mesmo depois desse prazo, seria integrada, pelo menos o seu núcleo principal, na Sala dos Mares do referido Museu.
O protocolo do depósito desta colecção foi assinado no museu, a 5 desse mês de Abril, bem como lançado um pormenorizado Catálogo da mesma. Como co-autora e coordenadora de edição, não me compete a mim avaliá-lo. Direi apenas que, quem o adquirir, levará a exposição para casa, pois é ilustrado por 30 boas fotografias de Carlos Pelicas das 30 peças expostas.

Capa do Catálogo

Para mim, foi muito gratificante trabalhar com Marques da Silva, consolidando uma amizade já com alguns anos, aquando do seu empréstimo ao museu de algumas peças que figuraram na 1ª exposição Faina Maior, em 1992. Não há palavras que qualifiquem as suas mãos nem a sua paciência, que fazem dele um modelista pedagógico de primeira água. Só mesmo as peças falam por si.

Modelo do lugre-motor Creoula
- 
Curioso ainda o facto de termos em comum um gosto forte pela Faina Maior e pelas embarcações tradicionais portuguesas.

Louvável, a todos os níveis, o seu acto de depósito da maravilhosa Colecção, dando possibilidade a todos os visitantes do Museu de a observarem de perto.

O barco moliceiro

E assim foi criado o Marintimidades, que hoje festeja 10 anos, para falar das coisas do mar, da ria, de embarcações, de artes, de museologia marítima e de eventos que surjam dentro desta área, publicitando-os, e sobre eles detendo um olhar…

Uma recordação desse dia… e nestes dez anos, muita água passou por baixo das pontes…
 


 Ílhavo, 20 de Abril de 2018
-
Ana Maria Lopes
-

2 comentários:

marmol disse...

Parabéns aos dois.À Ana Maria pelo inigualável acervo histórico que registou no blogue. Ao António Marques da Silva pelo inimitável labor e arte dos seus maravilhosos trabalhos.
Bem hajam por estes 10 anos de trabalho de investigação e dedicação às coisas do mar, com especial relevo para a pesca do bacalhau e a Ria de Aveiro.

Ana Maria Lopes disse...

Caro Amigo:

Pela minha parte, muito obrigada. Abraço.