sábado, 31 de agosto de 2019

Recordando o «Chiadinho»


-
Ontem, tendo passado pelo espaço de loja, com porta entreaberta e apelativo cartaz à porta, senti falta do «Chiadinho», de que era grande freguesa, na minha adolescência, cujo proprietário era José Neto Peixoto da Silva, nascido em Ílhavo, em Março de 1918.


Dos seus 90 anos de idade, 82 foram vividos na Costa Nova. Com 8 anos (1926), começou com a irmã Lucinda, com uma tenda do pai, que expunham à beira-ria. Com 12 (1930), o pai, que tinha uma loja em Ílhavo, abriu outra na Costa Nova. José Peixoto deixou de estudar para ir tomar conta da loja da Costa Nova.
-
Começou no local do antigo Hotel-Casino Beira-Ria e, em 1943, estabeleceu-se naquele espaço que perdurou até ao fim… e que foi por todos conhecido de Chiadinho.
O Chiadinho? Um Chiado em ponto pequeno, que tinha de tudo e de bom – bonecas, brinquedos, carrinhos, fatos de banho, ténis Sanjo, lãs, linhas, cremes, livros, muitos livros. Camisas, camisolas, botões variados, óculos de sol. Enfim...um mundo, em reduzido espaço.Também se encarregava de mandar revelar rolos fotográficos e vendia postais ilustrados, até ao encerramento definitivo.
--
Mal chegava à praia, lá ia eu comprar um óleo de protecção solar, dos primeiros que houve, que me deixava como que lambuzada em azeite. Era assim. À época, não havia mais ofertas. Mas, não ficava por aí. Àquilo a que hoje, as minhas netas, chamam de paez, eram, nesse tempo, uns sapatos de pano de cores garridas e sola de corda. Lá os havia variados e de cores diversas, como «os palheiros». Já agora, um livrinho para ler na praia, dentro da barraca listada e colorida, em tardes morrinhentas ou de nortada. E sempre que tirava fotos com amigas, lá ia mandar revelar os rolos, que esperava, ansiosamente.
De inverno, o proprietário tinha uma loja em Ílhavo e as feiras, que suspendia no Verão, para trabalhar na loja da Costa Nova.
-
José Peixoto incorporava-se, quando lhe era possível, nos picnics lagunares, onde embarcava com o seu saxofone e os colegas do «Rádio Jazz», com vista à animação do passeio.
Foi um ícone da Costa Nova, tendo feito parte do «mobiliário» imaterial da praia, durante 82 anos.

Costa Nova, 31 de Agosto de 2019
-
Ana Maria Lopes-

Sem comentários: